Equipe Umbler
Equipe Umbler

Por que apostar na gestão por competências em agências de marketing?

A gestão por competências é uma unanimidade nas empresas que desejam atingir altos níveis de qualidade em seus processos.

Localizar e colocar o profissional certo na tarefa que melhor se adequa às suas características é o melhor caminho para se atingir esse objetivo.

No entanto, esse não é um procedimento comum na maioria das organizações, uma vez que não existe uma avaliação de perfil e um plano de capacitação voltado a preparar o colaborador para determinada função.

As agências de marketing, em especial, precisam avaliar detalhadamente a capacidade e o nível de conhecimento dos membros de suas equipes, para que possam:

  • obter retorno das habilidades existentes nos colaboradores contratados,
  • alcançar melhores resultados nas tarefas desenvolvidas,
  • proporcionar satisfação profissional para os colaboradores,
  • atingir o nível de excelência nos serviços prestados ao mercado.

Observar comportamentos, interesses e tendências dos profissionais precisa fazer parte do cotidiano dos gestores da agência e da área de Recursos Humanos.

Muitas vezes, grandes talentos fazem parte da equipe, no entanto, não são perceptíveis e acabam não recebendo chances para assumirem tarefas mais acertadas ao seu perfil.

Essa situação impede o crescimento profissional do colaborador, frustrando as expectativas daqueles que estariam “quase” prontos para novos desafios, precisando apenas da oportunidade.

Muitos deles sentem-se desmotivados e seus resultados tendem a ficar aquém das suas capacidades. Outros buscam novos caminhos e empresas que lhe acenem com a possibilidade de novas experiências.

Neste post apresentamos a gestão por competências em agências de marketing e por que apostar nesse formato para a satisfação dos colaboradores e evolução dos negócios. Continue lendo e saiba mais a respeito!

O que é gestão por competências?

Gestão por competências envolve o gerenciamento dos colaboradores, visando aproveitar as suas potencialidades para exercer determinados cargos dentro de uma agência de marketing.

As competências nem sempre são perceptíveis em um primeiro momento no colaborador contratado, sendo preciso despertá-las através do tempo, convivência e capacitação.

No entanto, elas fazem parte das características das pessoas, precisando tão somente serem descobertas, uma vez que todos trazem consigo:

  • conhecimentos,
  • habilidades,
  • atitudes.

Os conhecimentos envolvem o saber teórico, que foram conquistados por meio da educação formal e muitas vezes nas experiências, e na busca por informações a partir do gosto e vontade do profissional.

Os autodidatas, especialmente no mundo digital, são muitos.

O que se inicia como um passatempo, a partir de determinado momento, torna-se uma atividade profissional. São aqueles que aprendem pela satisfação e prazer e, normalmente, se destacam em suas profissões.

As habilidades consistem em saber colocar na prática os conhecimentos adquiridos.

Uma agência precisa conhecer a formação e experiências que os colaboradores possuem e  quais atividades eles dominam.

As atitudes envolvem os comportamentos das pessoas, como emoções, sentimentos e valores.

Profissionais com características mais espontâneas tendem a ser ótimos nas atividades que envolvem contatos e relacionamentos.

Já as pessoas mais tímidas possuem maiores aptidões para tarefas mais técnicas e voltadas à concentração e raciocínio lógico.

Uma análise desse conjunto de competências que fazem parte das características dos colaboradores possibilita que eles sejam indicados para atuarem em áreas afins as suas preferências, tendências e possibilidades.

Quais são os benefícios da gestão por competências?

Desenvolver a gestão por competências dos Recursos Humanos de uma agência traz grandes benefícios para todo o conjunto.

O marketing envolve diversas áreas nas atividades afins, com características que são fundamentais para o sucesso da operação, como:

  • programação,
  • conhecimento de ferramentas digitais,
  • criatividade,
  • relacionamento com clientes e mercado.

Cada operação tem características próprias, exigindo diversidade de comportamentos e competências. 

A partir de uma gestão de qualidade que considere esses diferenciais, a agência de marketing obtém:

Profissionais mais eficientes

Todo profissional que faz aquilo que gosta tende a apresentar resultados acima da média, o que qualifica as tarefas e cria valor agregado aos produtos e serviços oferecidos ao mercado.

O colaborador satisfeito com o seu trabalho é mais eficiente e realiza as suas atividades profissionais com satisfação e prazer. Diante disso, a agência se beneficia com:

  • ambiente colaborativo – a satisfação faz com que os relacionamentos sejam melhores e o espírito colaborativo passa a fazer parte da agência,
  • desenvolvimento profissional – o colaborador busca pelo aprimoramento, pois gosta daquilo que faz e deseja se especializar cada vez mais,
  • valorização do colaborador – a retenção dos talentos é mais fácil, uma vez que o colaborador sente-se bem e está feliz com suas atividades na agência em que presta seus serviços,
  • aumento da produtividade – as tarefas são entregues em menor espaço de tempo e com qualidade acima do esperado, afinal, os colaboradores gostam do que fazem,
  • metas atingidas – a superação passa a fazer parte das características da equipe, pois os desafios são prazerosos e trazem satisfação aos colaboradores.

Observe que profissionais insatisfeitos apenas cumprem horários, aguardando o final do expediente.

A insatisfação ocorre normalmente por estarem realizando algo que não gostam ou que passou a ser uma rotina enfadonha e desmotivadora.

Excelentes profissionais acabam se transferindo para outras empresas por não encontrarem mais desafios ou sentirem-se pouco produtivos. A falta de visibilidade para suas carreiras os desestimulam e os levam a buscar outras alternativas.

Gestão mais assertiva

Além de todos os benefícios gerados aos colaboradores e através deles para o sucesso da agência de marketing, a gestão por competências traz também resultados para a liderança.

As atribuições de tarefas, desde que bem direcionadas, são assertivas e com retorno de alta qualidade.

Isso se dá, uma vez que as pessoas estão estrategicamente posicionadas em atividades que dominam e possuem facilidades em realizar.

Os investimentos em capacitação e treinamento são voltados para as potencialidades dos colaboradores de acordo com suas características, portanto, existe um melhor aproveitamento.

A mobilidade interna, ou seja, promoções, também são realizadas tendo por base a competência do colaborador, o que evita:

  • erros estratégicos,
  • desperdício de tempo,
  • investimentos mal realizados.

São inúmeros os casos de bons profissionais que foram promovidos sem ter as características apropriadas para a realização das novas atividades, frustrando a direção e criando problemas que anteriormente não existiam.

Essa situação acontece pela falta de avaliação das características e competência do profissional ou, ainda, pela falta de capacitação para que assuma a nova função.

Finalmente, outro benefício observado é que a agência está constantemente se preparando para o crescimento, formando e reconhecendo entre os colaboradores os futuros líderes, profissionais de qualidade e experientes em setores específicos.

Como aplicar gestão por competências na agência?

Para aplicar a gestão por competências na agência, é preciso mudanças e um novo formato administrativo, especialmente no que se refere à área de Recursos Humanos.

Além de melhorar o processo de contratação, é fundamental o acompanhamento da carreira e das atividades de cada colaborador.

Incentivar a equipe ao aprimoramento é sempre muito positivo para a empresa, portanto, é fundamental acompanhar os passos acadêmicos de cada profissional, bem como suas atividades e nível de comprometimento para com as atividades profissionais.

Para melhorar o aproveitamento da equipe e as competências existentes na agência, são necessárias algumas providências, tais como:

Avalie os cargos e colaboradores

O primeiro passo para a gestão por competências envolve um completo levantamento das necessidades para os cargos e das características de cada colaborador.

Para isso, relacione todos os cargos existentes na agência e considere as necessidades básicas que cada um precisa ter para exercê-los com qualidade e competência.

Avalie os detalhes, afinal de contas, a recepção da sua empresa possui características diferentes da área de programação, que tem necessidades diferenciadas dos profissionais da área comercial ou da equipe de design.

Esse documento chama-se “Descrição de Cargos” e deve possuir as seguintes informações:

  • atividades do cargo,
  • formação desejável,
  • formação mínima,
  • experiência,
  • conhecimentos,
  • características desejáveis do candidato.

Na sequência, avalie todos os colaboradores e aponte suas características pessoais, preferências e inclinações profissionais, além das competências que já possui.

Aqui entra a avaliação dos conhecimentos, habilidades e atitudes de cada colaborador, conforme mencionado no início deste post.

Após a realização desse trabalho e das análises, inicia-se a tarefa de comparar os cargos aos colaboradores e encontrar as brechas.

Você poderá se assustar, percebendo que alguns deles estão em posições que não correspondem com aquilo que desenvolvem internamente na agência.

Encontre as lacunas

A partir do levantamento das necessidades para cada cargo e das características dos profissionais da equipe, você encontrará as falhas existentes.

Duas situações são comuns após esse levantamento:

  • alguns cargos possuem lacunas que precisam ser preenchidas,
  • alguns profissionais ocupam cargos incompatíveis com suas características e competências.

A partir desse levantamento é possível reconhecer os pontos fortes e fracos, ou seja, no que sua empresa está muito bem servida e quais são as áreas que precisam ser urgentemente trabalhadas.

Além disso, ficará claro o que está faltando para resolver as deficiências e o que está sobrando ou sendo mal aproveitado pela gestão.

Fazendo um comparativo entre as necessidades dos cargos e as características da equipe, vão ficar perceptíveis as chamadas lacunas.

No entanto, não se precipite. É importante avaliar cada situação individualmente e montar um planejamento para que todos os cargos tenham as suas necessidades atendidas, bem como verificar a situação dos colaboradores com relação à ocupação que exercem.

Capacite os colaboradores

Com o levantamento e a localização das lacunas, é hora de implantar a gestão por competências, ou seja, colocar as pessoas certas nos lugares corretos.

No entanto, esse processo precisa ser feito com cuidado, pois, apesar das tendências, capacidades e competências dos colaboradores, é preciso prepará-los para as mudanças e as especificidades de cada setor ou cargo.

Portanto, existem duas possibilidades:

  • capacitar o profissional para as atividades do cargo que ocupa,
  • transferi-lo para uma função que esteja de acordo com sua competência.

É importante destacar que é fundamental a conversa com cada colaborador, apresentando os estudos e verificando os sentimentos de cada um a respeito das suas funções.

Nessa oportunidade, você irá identificar aqueles que desejam crescer na empresa e buscar por novos desafios e aqueles que parecem satisfeitos com o estágio alcançado.

Como cada caso precisa ser avaliado individualmente e com cuidado, não se precipite e faça as mudanças com calma, buscando encontrar o melhor caminho para todos, principalmente para a sua agência de marketing, que deseja alcançar o sucesso.

Além disso, não basta simplesmente transferir o profissional de um cargo para outro, sem que exista uma preparação e uma readequação para a sua nova ocupação.

Você pode encontrar em um redator grandes capacidades para trabalhar como analista de SEO ou em um analista de marketing  características que são interessantes para a área de vendas e atendimento a clientes.

No entanto, é fundamental capacitá-los para ocuparem o novo espaço.

Além do treinamento, é preciso também localizar alguém para assumir a vaga deixada por quem será transferido, portanto, a ação precisa ser muito bem trabalhada para evitar problemas e lacunas ainda maiores.

Para implantar a gestão por competências, é necessário de um planejamento para que as mudanças ocorram sem causar problemas ao cotidiano da agência.

A capacitação é uma das primeiras ações a serem tomadas, pois o profissional precisa saber:

  • o que se espera dele ao ocupar determinada função,
  • como a agência trabalha a área em que estará envolvido,
  • quais os objetivos a serem alcançados,
  • treinamento técnico voltado aos seus pontos fracos.

Trabalhar as competências é a melhor opção para que um negócio cresça de forma segura, com qualidade e estruturada.

Se sua empresa ainda não pensou a esse respeito, vale a pena iniciar um estudo e avaliar as vantagens na implantação desse formato.

Agora que você já sabe o que é e como implantar a gestão por competências em sua agência de marketing, continue conosco e leia nosso post que mostra como delegar tarefas do jeito certo!

Equipe Umbler
Equipe Umbler

Crie sua conta e ganhe 7 dias grátis para testar os sites e e-mails!

Cadastre-se na Umbler sem compromisso ;)