#2 Como criar landing pages de sucesso: elementos essenciais

No primeiro post da série, vimos que as landing pages se posicionam como excelentes canais de marketing digital. Após a definição dos objetivos que pretendem ser atingidos com uma página de captura, chega o momento de pensar em todos os elementos que a compõem.

Formulários, call to actions, links de compartilhamento. São muitos os componentes que devem estar presentes em uma landing, que, por definição, precisa sintetizar informações diretas e/ou aprofundadas sobre algo em específico – podendo contemplar tanto conteúdos quanto produtos e serviços – e indicar uma ação que faça o visitante avançar dentro das etapas do ciclo de marketing e vendas (passando de visitante para lead), capturando dados que sejam relevantes.

Selecionamos aqui os principais itens das landing pages, componentes fundamentais e que precisam de atenção especial na produção da página. Vamos lá?

Chamada principal

A chamada principal é o primeiro item que os visitantes veem quando chegam à landing page. Ela precisa resumir a oferta da maneira mais simples e objetiva possível, de forma que o visitante possa entender o que está sendo ofertado. Podemos citar, como exemplo, a chamada “Ebook Gratuito – Como atrair clientes com o Facebook”. Neste caso, os visitantes poderiam saber rapidamente em que consiste a oferta somente lendo a chamada principal.

Todas as chamadas devem, por regra, indicar uma proposta de valor clara ao usuário – é o que definirá sua inscrição. Geralmente, chamadas com apelo de urgência e exclusividade são bastante bem-vindas. Um estudo da VWO indicou que mudanças simples na chamada principal de uma landing page podem aumentar em 147% o número de conversões. Uma chamada mal construída, ou a ausência de chamadas, pode gerar uma taxa maior de abandono da página e, consequentemente, uma taxa muito menor de conversões.

Conteúdo

O corpo da landing page deve complementar o conteúdo da chamada principal, explicar melhor a oferta e convencer os visitantes a preencherem o formulário para acessá-la. Vale lembrar que o conteúdo deve conter mais do que apenas uma descrição da oferta. Ele deve destacar seus benefícios em um parágrafo curto ou uma lista, e enfatizar a solução de um problema ou necessidade específica do público-alvo.

Destacar muitos conteúdos, com textos longos e muitas ofertas para download, tende a confundir o usuário. O ideal é que as ofertas estejam agrupadas e que a landing tenha um objetivo principal e único, para evitar ruídos de comunicação. Eliminar elementos inúteis e disponibilizar links para artigos ou materiais mais aprofundados, são ótimas estratégias. Ao pensar no conteúdo para sua landing page, comece refletindo: o usuário encontrará o que realmente procura em minha página?

Elementos visuais

As imagens são consideradas uma das grandes responsáveis por conversões. E isto não é à toa. Segundo uma pesquisa realizada pela a 3M Corporation em parceria com a Zabisco, cerca de 90% das informações transmitidas ao cérebro são visuais e processadas 60 mil vezes mais rapidamente do que os textos. Logo, usar imagens relevantes que reforcem os benefícios detalhados na landing page é fundamental para atrair imediatamente a atenção do visitante.

Mas, vale lembrar, que adicionar inúmeras imagens que não transmitem o real propósito da oferta é um erro fatal. Elas devem ser simples e relevantes à oferta, para que os visitantes saibam exatamente o que estão vendo. Se uma landing page está sendo criada para um ebook, por exemplo, vale incluir uma imagem da capa para ilustrar melhor o que os visitantes poderão desfrutar caso preencham o formulário.

Ferramentas para ajudar

Você pode utilizar imagens de banco free ou mesmo ícones para ilustrar sua landing page. Destacamos algumas opções:

Layout da página

O layout da página de destino deve transmitir instantaneamente o valor da oferta e incentivar os visitantes a escreverem seus dados no formulário. Por isso, deve ser simples e claro. Recomenda-se o uso de listas numeradas, ou com marcadores, e o uso de negrito, ou itálico, nos textos para destacar os principais pontos. Dessa forma, a página facilita ao máximo o entendimento do valor da oferta por parte dos visitantes.

O ideal é que sua landing seja composta por chamada, texto, formulário, links, call-to-action e formas de contato. Tudo além disso é adicional e deve ser usado com cautela.

Ferramentas para ajudar

Você pode optar por layouts pré-prontos para sua landing pages, aproveitando a estrutura e adaptando às suas necessidades. Selecionamos algumas ferramentas para ajudar no processo:

Links externos

Para evitar que os visitantes saiam da página de destino, é importante que todos os links que os direcionam para outras páginas do site sejam removidos. Mas, para passar credibilidade, vale adicionar um link para a política de privacidade da empresa ou mesmo para uma seção de seu site com depoimentos de clientes, a fim de passar mais credibilidade. Ao lê-la, os visitantes poderão tirar suas dúvidas a respeito do que será feito com os dados que fornecem, o que pode ajudar a aumentar a probabilidade de preenchimento do formulário.

Metadescrições e palavras-chave

A metadescrição é um fragmento de texto que descreve o conteúdo contido na landing page e que aparece nos resultados de busca. Por ter um limite de 150 caracteres, a metadescrição deve conter uma explicação clara e curta da oferta. Já as palavras-chave devem ser diretamente relacionadas à oferta que está sendo divulgada. Elas devem ser utilizadas no título da página, H1, page title e URL, e distribuídas ao longo do conteúdo.

Ferramentas para ajudar

Você pode contar com ferramentas que auxiliem na busca por keywords e na produção de metadescrições. Selecionamos algumas ferramentas para ajudar no processo:

Formulário

O formulário é um elemento que precisa ter visibilidade imediata, já que um dos principais objetivos da landing page é fazer com que o visitante informe seus dados de contato. A primeira questão a ser analisada é seu tamanho. Enquanto que formulários menores geram mais leads de menor qualidade, os formulários maiores geram menos leads de maior qualidade.

Outro fator a ser considerado é a quantidade de informações solicitadas, já que isso pode afetar a predisposição do visitante em preencher a formulário. Recomenda-se que sejam coletadas apenas as informações mais relevantes, que possam ser utilizadas para contatar os visitantes e qualificá-los como leads. Os primeiros campos devem sempre solicitar o nome e o endereço do e-mail.
Já os demais devem requisitar a função que o visitante desempenha, o departamento, o nome da empresa, o endereço do site e o número de funcionários – caso seja de interesse para seu negócio. Por último, devem ser adicionadas perguntas que ajudem a equipe de vendas a avaliar a qualidade do lead que está entrando em contato, tais como ferramentas utiliza em seu dia-a-dia e qual produto ou serviço sua empresa vende.

Também é importante que a landing page mostre aos visitantes que eles podem se sentir seguros quanto à segurança de seus dados. A melhor maneira de deixá-los confiantes é incluir um link para a política de privacidade do site – como já explicada anteriormente – e adicionar depoimentos de clientes, certificados de segurança e sites relevantes em que a empresa foi citada. Esta credibilidade certamente afetará positivamente as taxas de conversão.

Call to Action (CTA)

O CTA (Call to Action) é a frase ou botão que representa o passo final do visitante rumo à conversão. Ele deve ser o elemento de maior destaque de toda a página de captura e ter cores fortes que contrastem com as tonalidades utilizadas no layout. Quanto ao texto do botão, muitas empresas utilizam a chamada “enviar”. Porém, pesquisas indicam que CTAs com esse texto são menos eficazes para a conversão de visitantes em leads.

Hoje, os mais utilizados pelas empresas são “registrar agora”, “baixar agora”, “acessar agora” e “receber material”, mas, vale experimentar outros tipos de texto que estimulem os visitantes a clicar no botão. Lembre-se de que o texto do botão tem o incrível poder de mudar drasticamente os resultados das taxas da conversão. Daí a importância da dedicado à sua criação.

Ferramentas para ajudar

Você pode contar com ferramentas para a criação de ótimos call to actions. Destacamos algumas:

Links de compartilhamento

O último passo para a criação de uma landing page de sucesso consiste em incluir um conjunto de ícones de compartilhamento de mídias sociais (Facebook, Twitter, Google+, Linkedin, entre outras) na página, para que os visitantes sejam estimulados a compartilhar o conteúdo com seus amigos. Com mais visitantes compartilhando a landing page, o alcance da oferta é ampliado e um público maior é atingindo.

Ferramentas para ajudar

Você pode criar botões de compartilhamento para inserir em suas landing pages, já com textos e imagens ajustados. Destacamos algumas ferramentas que podem ajudar:

Agora que você já sabe quais são os elementos essenciais de uma landing page, que tal conhecer algumas ferramentas que auxiliam na criação de páginas de captura? Bom, isso é assunto para o próximo post 😉

Confira os outros posts da série sobre landing pages: