Equipe Umbler
Equipe Umbler

Lentidão no tempo de carregamento de página: não comprometa o site dos seus clientes!

De nada adianta sua agência trabalhar pesado para ter conteúdos otimizados para SEO se há lentidão no tempo de carregamento de página.

Ano passado, o Google divulgou uma modificação no seu algoritmo, frisando que considerará sete fatores para analisar a experiência do cliente em sites, sendo que três deles são novos:

  • responsividade,
  • segurança de navegação,
  • HTTPS,
  • cumprimento das diretrizes para anúncios intrusivos,
  • interatividade,
  • estabilidade visual,
  • tempo de carregamento da página.

Dessa forma, a preocupação com a velocidade deve ser uma das principais prioridades da sua agência, uma vez que a lentidão compromete completamente a impressão que o visitante terá do seu site.

Como consequência, o Google penaliza a página, influenciando no ranqueamento de forma negativa.

Continue lendo o nosso post e saiba mais sobre o tempo de carregamento da página e os seus principais impactos.

Quais são os impactos da lentidão do tempo de carregamento de página de site?

Como já falamos, o tempo de carregamento da página traz diferentes consequências para o site. Confira quais são as principais!

Usabilidade

Nós estamos tão acostumados a navegar na internet que não lembramos de como um site demorava para carregar antigamente. Hoje em dia, desejamos ter tudo muito rápido e com poucos cliques.

Caso isso não ocorra, nos sentimos incomodados e não gostamos da usabilidade oferecida.

De acordo com uma pesquisa divulgada pelo Neil Patel, o guru do marketing digital, 47% dos visitantes esperam que uma página abra em menos de dois segundos.

Além disso, 40% dos usuários a abandonam caso leve mais de três segundos!

Vale ressaltar que a usabilidade não está relacionada apenas com a abertura da página inicial, mas também de todas as abas, como blog, contato, sobre a empresa o que mais existir no site.

Bounce Rate

Você com certeza já ouviu esse termo em uma reunião na sua agência, não é?

O bounce rate é uma métrica que analisa quantos “abandonos” da página ocorrem, ou seja, quantas pessoas entraram e saíram logo em seguida, sem fazer interação alguma, como navegar em outras abas, realizar uma compra ou até mesmo ler um artigo.

Isso pode ocorrer por diferentes motivos, como:

  • clicaram um link externo que abre na mesma página,
  • clicaram no botão “voltar”,
  • fecharam a aba,
  • digitaram outro endereço ou realizaram uma pesquisa na aba em que o site estava aberto.

No caso do abandono ter relação com o tempo de carregamento da página, normalmente,  ele ocorre sem nem a página ter carregado completamente, deixado o usuário impaciente.

Então ele clica em “voltar” ou faz outra pesquisa para encontrar o que ele está procurando, indo para o site do concorrente, que tem um carregamento melhor.

Essa é a primeira razão do bounce rate ser negativo, e a segunda está relacionada com o ranqueamento, como falaremos a seguir.

SEO

Tanto a baixa usabilidade quanto o bounce rate têm relação direta com o SEO.

É comum pensarmos que ele depende apenas da escolha correta e repetição das palavras-chave de maneira estratégica, mas, no fundo, sabemos que vai muito além disso.

O ranqueamento do Google considera cerca de 200 fatores e a produção de conteúdo é apenas um deles, restando fatores relacionados com outras áreas, como:

  • domínio,
  • site e sua arquitetura,
  • backlinks,
  • spam on page e off page.

Além disso, como já falamos antes, o tempo de carregamento de página será um dos fatores considerados a partir de maio deste ano, visando proporcionar uma melhor experiência.

Isso também pode ser chamado de maior exibição de conteúdo, ou ainda de LCP, sigla em inglês para essa métrica que avalia o desempenho do carregamento do maior bloco do site, seja uma imagem ou texto, por exemplo.

Dessa forma, a lentidão tem um grande impacto no SEO, o que, com certeza, diminui as visitas orgânicas do site do seu cliente e ainda prejudica as outras estratégias de marketing, como a criação de conteúdo para o blog.

Qual deve ser o tempo de carregamento de página?

Não existe realmente um tempo de carregamento de página ideal que deve ser seguido à risca, mas sim uma faixa que o Google indica.

De acordo com a empresa, o LCP, ou seja, o maior elemento na página deve carregar em até 2,5 segundos após a sua abertura.

Quando antes isso ocorrer, melhor. Se estiver entre 2,5 e 4,0 segundos, é preciso buscar maneiras de aprimorar isso.

Acima de 4 segundos, o carregamento está muito ruim e precisa ser trabalhado com urgência.

Nós recomendamos, então, que o tempo seja próximo de 2 segundos, tanto por questões de SEO quanto para oferecer para o usuário uma melhor experiência.

Para fazer essa medição, você não precisa abrir uma página e simultaneamente clicar em um cronômetro. Essa medição seria extremamente imprecisa e teria um grande erro!

Além disso, você teria que repetir esse processo para todas as páginas do site. Seria um tempo gasto para coletar informações incertas.

Felizmente, existem algumas ferramentas que podem ser utilizadas para analisar o tempo de carregamento de página e trazer resultados certeiros.

Ferramentas para testar a velocidade de página

Confira quais são as ferramentas que você pode utilizar para testar a velocidade do seu site.

Google PageSpeed ​​Insights

O Google PageSpeed Insights, assim como o nome já sugere, faz a análise do tempo de carregamento de páginas.

É uma ferramenta completamente gratuita e muito intuitiva. Além disso, gera insights personalizados de acordo com a necessidade de cada site, tanto para a navegação mobile quanto em computadores.

Vale ressaltar que para realmente compreender as sugestões, talvez seja necessário conhecer alguns termos utilizados, mas tudo isso é facilmente achado na aba “guia”, tudo em português e muito bem explicado.

Os resultados, por outro lado, são dados em inglês, mas caso necessário, você pode usar um tradutor para lhe ajudar.

Outro grande benefício dessa plataforma é ela não exigir um cadastramento ou validação de domínio para fazer a análise, basta colocar a URL e pronto.

Isso permite que você avalie não apenas o site dos seus clientes, mas também dos seus competidores, buscando um diferencial entre eles nessa questão.

GT Metrix

O GT Metrix é ideal para analisar sites feitos em WordPress, mas é totalmente em inglês.

Ele faz análises bem rápidas e precisas, assim como também dá ideias para otimizar as páginas, mas de forma gratuita só é possível monitorar uma URL por dia.

Os seus planos pagos oferecem resultados melhores e mais certeiros.

Web DEV

Impossível falar de teste de tempo de carregamento de página e não citar esse portal, que é muito similar ao Google PageSpeed Insights e também é da mesma empresa!

O Web DEV vai ainda além, propondo soluções mais complexas para serem aplicadas que realmente têm um grande impacto na velocidade do site.

Ele ainda permite a contratação de serviços para fazer essa correção ou um passo a passo que pode ser seguido, mas sempre focado em desenvolvedores, e não em profissionais de marketing.

Na verdade, em todas as plataformas haverão dados que serão melhor interpretados e analisados por desenvolvedores especializados na criação de sites.

Você, como profissional de marketing, poderá até entender uma boa parte, mas muitas soluções não serão tão fáceis de serem aplicadas, precisando mexer na configuração e codificação do site do cliente.

Então, se sua agência ainda não conta com um profissional interno especialista nessa área, talvez seja hora de contratar ou começar a entrevistar freelancers para isso.

A importância da hospedagem de site no carregamento de páginas

Tão importante quanto otimizar o site para diminuir o tempo de carregamento de página, é contar com uma boa hospedagem.

A velocidade é uma responsabilidade dividida entre o desenvolvedor e o provedor, um influenciando diretamente no outro.

Caso o código-fonte não seja bem feito, tenha muitos erros e processos desnecessários, você pode ter a melhor hospedagem do mundo e ainda não conseguirá ter páginas rápidas.

O contrário também é verdade, de nada adianta investir em um ótimo profissional para seguir todos os insights gerados pelas plataformas citadas acima e ter uma hospedagem que não supra suas necessidades.

Nós, da Umbler, temos a hospedagem de sites e aplicações ideais para a sua agência e oferecemos muitas vantagens para você.

Todos os nossos processos foram pensados para trazer mais praticidade e eficiência. Entre os principais benefícios, podemos citar:

  • compartilhamento de processos: sem precisar passar sua senha pessoal,
  • pagamento por demanda: sua agência só paga pelo que usar, sem letras miúdas ou contratos de fidelidade,
  • facilidade para desativar clientes inadimplentes: bastam alguns cliques para congelar ou desativar um site,
  • acompanhamento dos consumos em tempo real: sua agência consegue saber quanto pagará no final do mês,
  • migração facilitada: sem perda de dados e dias offline.

Ficou interessado? Então, torne-se uma agência parceira nossa. Você terá atendimento prioritário e suporte total dos nossos especialistas.

E os benefícios não acabam aí! Você ainda tem direito ao comissionamento de 30% sobre todo o consumo dos seus clientes.

Sua agência pode escolher se deseja recolher essa comissão em descontos na nossa plataforma ou em dinheiro mesmo.

Essa foi a nossa maneira de fazer você ter uma rotina mais leve e ainda se relacionar melhor com o seu público, sem precisar se preocupar com o impacto da hospedagem no tempo de carregamento de página, com oscilações ou ainda com períodos fora do ar.

Ficou interessado? Então faça um teste grátis e veja que nós somos, realmente, tudo o que falamos.

Equipe Umbler
Equipe Umbler

Crie sua conta e ganhe 7 dias grátis para testar os sites e e-mails!

Cadastre-se na Umbler sem compromisso ;)