Juliana Destro
Juliana Destro

Por que é tão importante desenvolver Soft Skills na sua equipe de DEVs?

Se te questionassem o que é preciso para ser um bom desenvolvedor, o que você responderia? Além dessa lista de habilidade técnicas, você também considerou alguma soft skill?

O que são Soft Skills?

São as conhecidas habilidades interpessoais ou a capacidade de interagir e agir com as pessoas ao seu redor, que trabalham na sua equipe ou empresa. Há quem diga que são habilidades inerentes a qualquer ser humano, como se comunicar, relacionar-se socialmente, resolver conflitos etc., mas essa não é uma regra que se aplica a todo mundo, certo?
act casual

Junto a esse fato, há ainda a influência dos estereótipos, muitas vezes reforçados para aumentar um sentimento de grupo ou unidade entre as pessoas de um mesmo círculo social ou profissional. Já que estamos falando de DEVs, vamos usar o estereótipo do engenheiro de computação clássico. Como você o imagina? Ele é homem, branco, heterossexual, introvertido, com inteligência acima da média e nenhum tato social?
people

Sim, esse cara aí existe, mas nem todo engenheiro é assim. Nenhum estereótipo leva em conta a complexidades das pessoas e o quanto elas são capazes de desenvolverem diferentes habilidades ao longo da vida. Estereótipos pode ser engraçado no The Big Bang Theory, mas na vida profissional, cada soft skill tem muito valor. Veja alguns soft skills que vão te ajudar na trajetória profissional.

COMUNICAÇÃO

A equipe de desenvolvedores não é mais um grupo de pessoas trancada em uma sala e que não fala com ninguém – sorry, fellas, mas vida real não é o IT Crowd. Trabalhar habilidades com comunicação é assunto para empresas de tecnologia sim e não apenas uma skill das pessoas formadas em áreas humanas. Tanto é que já existe até um manual de soft skills para Devs. Se a informação não flui, as áreas não se conversam, a empresa não cresce, não desenvolve. Tem dificuldades com isso? Peça ajuda, faça cursos de oratória, teatro, terapia. Comunicar-se é ótimo, para a vida! 😉

EMPATIA

Há uma interpretação errada de que empatia é a maneira de tratar alguém como gostaríamos de sermos tratados. Na verdade, empatia é tratar uma pessoa como ela gostaria de ser tratada. É difícil, você vai errar muitas vezes, por isso, pergunte (olha a comunicação aí!). Conheça seus colegas de trabalho, você convive com eles todos os dias. Respeite a diversidade, pergunte como mulheres, negros e pessoas LGBTs se sentem em relação aos assuntos, conversas e posturas da equipe. Ouça seu ponto de vista. Deixem que essas pessoas decidam o que é sensível ou não. A pesquisadora e filósofa Djamila Ribeiro escreveu recentemente um livro que fala exatamente sobre isso: lugar de fala. É quando se dá espaço àqueles que sentem na pele as dificuldades e problemas de ser uma minoria numa sociedade como a nossa. Se esse é seu primeiro contato com o assunto, comece por uma especialista.

A empatia também é um soft skill essencial para a resolução de problemas. Entenda seu cliente, sua interface, seu usuário, seu colega etc.. Tente pensar como o que você faz soa para eles, quais são as prioridades. É o famoso ponha-se no lugar dele. Exige treino, mas principalmente vontade e observação. Uma boa dica é ler o livro Plano B, da Sheryl Sandberg, COO do Facebook. A premissa do livro, escrito em parceria com um psicólogo, é: como encarar adversidades, desenvolver resiliência e encontrar felicidade. É um ótimo ponto de partida, não acha?

empatia

COLABORAÇÃO

Há uma frase que define a cultura corporativa do Facebook que é “Nothing at facebook is somebody else’s problem” (Nada no Facebook é problema de outra pessoa). Este é o princípio básico da colaboração. Não importa se o produto em que você trabalha é o core business da empresa. Sem as outras áreas, a empresa não cresce, não desenvolve – e você também não.

Para colaborar você vai precisar de proatividade, dedicação e espírito de equipe. Aqui a empatia também é fundamental (percebeu como as coisas estão interligadas?). Colaborar significar doar seu tempo. Está sem tempo? Talvez seja hora de começar a priorizar o que realmente importa. Um dos gurus das empresas do Vale do Silício, Greg McKeown, tem uma espécie de manual de como focar no que é essencial. A premissa dele é: a disciplina busca por menos.

SIMPLICIDADE

Você pode (e deve) ter orgulho de tudo que sabe. Você com certeza trabalhou duro para aprender, mas há conhecimentos específicos que as demais equipes não sabem e, até aquele momento, talvez nem precisassem saber. Divida esse conhecimento com as pessoas, mas seja didático, paciente. Lembre-se, você trabalha com pessoas de diferentes origens, com diferentes histórias e com os mais variados conhecimentos. Compartilhar conhecimento é algo maravilhoso, todo mundo ganha, mas faça a informação chegar como um aprendizado, não use informação como queda de braço. E nunca, jamais, duvide da capacidade do seu colega. É, acima de tudo, uma questão de ética.

hallelujah

Acredite, desenvolver soft skills não é assunto para as resoluções de 2019, é para ontem. Grandes players do mercado de tecnologia, como Google, Facebook e Spotify, por exemplo, incentivam o desenvolvimento dessas habilidades a fim de quebrar estereótipos e melhorar a performance das equipes e, consequentemente, da empresa como um todo.

Converse com sua equipe ou seu líder para saber quais são as habilidades que você precisa melhorar. Peça e dê feedbacks constantes sobre elas. Hoje, ser um bom profissional vai muito além de ter uma boa formação acadêmica e saber fazer bem o trabalho que está no seu job description.

live-long-and-prosper

Juliana Destro
Juliana Destro

Crie sua conta na Umbler e ganhe até R$ 100 em créditos para sites e e-mails!

Ganhe até R$ 100 em créditos para sites e e-mails. Cadastre-se na Umbler sem compromisso ;)