Elton Minetto (Convidado)
Elton Minetto (Convidado) Elton Minetto

Carreira PHP: o que é um desenvolvedor pleno? E sênior?

Aposto que em algum momento você já se deparou com alguma descrição de vaga como essa:

Estagiário Experiente - Programador Real

Além de servirem como insumo para as tirinhas do grande Andre Noel, estas situações nos fazem refletir. Sim, existem empresas que tentam explorar os seus desenvolvedores, pagando pouco e cobrando muito.

Mas, eu acredito que um grande número de empresas simplesmente está desinformada ou não consegue acompanhar o frenético ritmo de evolução da área de desenvolvimento.

Como não temos uma profissão regulamentada (e nem quero aqui entrar numa discussão se isso é algo válido ou não) as definições podem se tornar um pouco confusas. Pensando nisso o pessoal da Associação Brasileira de Profissionais PHP (https://abraphp.org), da qual faço parte, organizou um projeto chamado Carreira PHP:

A ideia do projeto é bem simples e ao mesmo tempo desafiadora: sugerir definições de níveis de carreira para desenvolvedores. A ênfase na frase é para a palavra sugerir, pois cada empresa, cada região do país, tem uma realidade diferente e seria impossível impor algo que sirva para todas as situações. O propósito é ser um framework, um modelo de onde cada empresa pode se basear e adaptar para a sua necessidade.

No momento da escrita deste post já existem 83 forks, do projeto, ou seja, mais de 80 empresas/profissionais estão usando para definir suas vagas. Um exemplo é o pessoal do Instituto Socio Ambiental, que incluiu a definição para a vaga de “Gestor de Projetos Web”: https://github.com/socioambiental/CarreiraPHP

Apesar do título do projeto ser Carreira PHP, se analisarmos os documentos podemos encontrar vários requisitos que facilmente podem ser aplicados a outras linguagens e ambientes. Afinal, Conhecimento básico de segurança e criptografia de dados e Criação de testes de unidade são importantes para a carreira de todo desenvolvedor. Os documentos também tem a finalidade de auxiliar no desenvolvimento de carreiras, então pode servir como um guia de estudos para quem está evoluindo na profissão.

Voltando um pouco ao título deste post, na minha experiência como desenvolvedor e gestor o que define a evolução de um profissional ultrapassa a tecnologia. De nada adianta o desenvolvedor ter todas as certificações disponíveis e não ser capaz de trabalhar em equipe, ou discutir soluções técnicas sem se exaltar defendendo alguma opinião baseada em gostos pessoais. Dentre os ítens que estão citados nos documentos eu recomendo uma atenção especial aos contidos na seção Perfil esperado, pois é onde encontram-se estas especificações que fazem grande diferença. E estas valem para qualquer linguagem de programação.

Apresentado o projeto e seus objetivos fica aqui o convite para que você compartilhe, faça forks, contribua e ajude a organizar nosso mercado. E não deixe de enviar outras sugestões de tirinhas para o Programador Real, afinal vamos remover uma de suas fontes de ideia 🙂

Elton Minetto (Convidado)
Elton Minetto (Convidado) Elton Minetto
  • Tiago Silva Pereira

    Muito bom!!! 😀 Eu achava que era pleno, mas agora acredito que estou em transição ainda hahaha tem coisas que ainda não domino na lista do pleno

  • Legal 🙂 Falta pouca coisa para eu me tornar um Sênior

  • Maycon Fernando Silva Brito

    Ótima iniciativa!

  • antoniogarcia78

    Vou fazer versao en espanhol mais a estagiario e muito leve.

  • Thomás

    Uma empresa de Qualidade !

  • Vagner

    Bem legal essas bases de cargos do projeto são bem mais realistas, parabéns

  • Moisés

    Desculpe, mas coisas como

    – “Configurações básicas do webserver (Apache/Nginx)”;
    – “Comandos como ls, cd, pwd, history, mkdir, cp, mv, man, cat, head, tail, touch, less, nano, vi, chmod, chown, apachectl, apt-get, yum”;
    – “Conhecimento básico do uso do git”;

    em requisitos Júnior? Deviam no mínimo estar em desejável.

    E depois em Programador Pleno, desejável esta “Conhecimentos avançados de algum framework MVC”, quando conheço vários “programadores de youtube” que aprendem direto um framework MVC, e fazendo propaganda como sendo Pleno, mas se é pra fazer qualquer coisa fora do framework não tem a menor idéia de por onde começar.
    Acho que um reboot nisso ai é necessário.

    Lendo esse tipo de coisas que as empresas lançam vagas como a acima(Estagiário programador experiente por 1000 reais por 144 horas) e o cara escuta propostas de salários líquidos de 1400 em regiões que o almoço barato custa 13 reais.

    Ótima iniciativa, mas pouco realismo.