Jéssica Beltrame
Jéssica Beltrame

Mulheres na Tecnologia #4: Como se manter atualizada

Neste mês da mulher a Umbler preparou uma série de post sobre mulheres na tecnologia e, para finalizar o mês em grande estilo, vamos falar de como podemos nos manter atualizadas no universo tecnológico. Nesse cenário tão dinâmico e em constante inovação que é o mundo da tecnologia, não podemos nos acomodar com o que já sabemos, é preciso buscar sempre mais conhecimento. Quando queremos estudar algo novo, ou até mesmo atualizar o conhecimento que já possuímos, é muito comum não sabermos por onde começar, devido ao grande número de possibilidades disponíveis. Não se preocupem, preparamos uma lista de canais, eventos e ferramentas que vão facilitar sua vida.

Mas antes, confira os outros posts da série:

Eventos e Iniciativas:

Eventos e iniciativas no meio da tecnologia é o que não falta. Por isso, separamos aqueles feitos por mulheres para mulheres. Com o objetivo de empoderar e compartilhar conhecimentos na área, sejam conhecimentos técnicos sobre determinadas tecnologias ou em geral, sobre softskills, mercado de trabalho e empreendedorismo.

Women’s Voices in Tech: Palestras sobre liderança e empoderamento feminino dentro da tecnologia, buscando promover um local acolhedor e participativo, para debates e muito aprendizado.

Code Girl: O Code Girl promove um evento anual para mulheres na tecnologia, concebendo um evento com palestras motivacionais, no qual mulheres que trabalham e empreendem na área falam sobre desafios e superações.

Node Girls: Um espaço para não apenas programadoras Node, mas sim, estudantes de qualquer área da tecnologia da informação, programadoras de outras linguagens ou simplesmente mulheres que querem apoiar outras mulheres.

Womakerscode: O WoMakersCode é um projeto livre, sem fins lucrativos, criado e mantido por voluntários, que almeja o empoderamento feminino, em especial na área de tecnologia.

Inspiring Girls: A Inspiring Girls é uma organização internacional dedicada a elevar as aspirações das meninas conectando meninas a mulheres inspiradoras.

Meninas Digitais: É direcionado às alunas do ensino médio e dos últimos anos do ensino fundamental para que conheçam melhor as áreas de Computação e das Tecnologias da Informação e Comunicação, de forma a motivá-las a seguir carreira nessas áreas.

Django Girls: Django Girls é uma organização sem fins lucrativos e uma comunidade que capacita e ajuda as mulheres a organizar workshops gratuitos de programação de um dia fornecendo ferramentas, recursos e suporte.

MariaLab: O MariaLab é um hackerspace feminista, um espaço coletivo e aberto, para a criação e troca de conhecimento.

Minas programam: O Minas Programam é um projeto que nasceu da vontade de ver cada vez mais mulheres programando, pensando em como a programação pode ter um papel importante nas vidas das mulheres. O projeto vem para ajudar a desconstruir a noção de que os homens são mais aptos a programar.

Byte Girl:  Evento sem fins lucrativos focado em ajudar mulheres que se interessam por tecnologia.

PyLadies: Um grupo internacional, com foco em ajudar mais mulheres a tornarem-se participantes ativas e líderes da comunidade de código aberto Python.

JS4Girls:  JS4Girls é um evento autônomo, gratuito e aberto para que o ensino de JavaScript possa chegar mais facilmente às mulheres que ainda não sabem programar.

Páginas e Comunidades:

Assim como acontece com eventos e iniciativas, existem diversas páginas e comunidades voltadas para tecnologia. Separamos aquelas voltadas para mulheres no universo tecnológico, que tem o intuito de divulgar informação e propagar conhecimento.

Mulheres de Produto: Uma comunidade no Slack de mulheres interessadas ou que já atuam em Tecnologia. Em seu canal no medium reúnem artigos sobre tecnologia escrito por mulheres.

DZone: A DZone atende profissionais de tecnologia com o conhecimento, ferramentas e estratégias que precisam para construir um futuro profissional qualificado.

Lean in Circles: Tem como missão capacitar mulheres para alcançar suas ambições. Os Lean In Circles são pequenos grupos de colegas que se reúnem regularmente para aprender e crescer juntos. São mais de 35.000 Círculos em cidades e campus em todo o mundo.

Codamos: O Codamos é como uma vitrine de eventos, meetups, cursos, workshops, palestras e palestrantes. Tem como propósito descomplicar a comunicação entre quem organiza e quem quer participar de eventos.

The year of the looking glass: Uma coleção de ensaios de Julie Zhuo sobre design, criação de produtos e observação da vida.

WikiCFP: É um wiki semântico de chamadas para trabalhos em campos de ciência e tecnologia.

Ada.vc: É um site sobre tecnologia feito por mulheres, com o foco em escrever para mulheres, e as matérias são sobre temas de tecnologia no geral.

EmpoderAda: A EmpoderAda tem o objetivo de discutir e incentivar as minas no mundo da ciência e da tecnologia através de hackadays, e projetos colaborativos.

LadyTalks: É um canal no Youtube que agrega diversos vídeos falando sobre tecnologia feitos por mulheres. É um espaço no qual as mulheres podem ser acolhidas e ensinar o que sabem sobre tecnologia.

Tutoras: É um projeto sem fins lucrativos de aprendizagem colaborativa com mulheres empoderando mulheres através da programação.

Girls in Tech: Girls in Tech (GIT) é uma organização global sem fins lucrativos focada no engajamento, educação e empoderamento de meninas e mulheres que são apaixonadas por tecnologia.

InspirAda: É um espaço de comunicação colaborativa para fortalecer a voz das mulheres na computação, ciência e tecnologia.

Mulheres na Computação: Espaço para incentivar, discutir e difundir assuntos relacionados a tecnologia e empreendedorismo com um pequeno detalhe: sob a ótica de jovens mulheres.

Mulheres na Tecnologia: Organização sem fins lucrativos que tem como missão é contribuir para o protagonismo feminino na construção de um mundo sustentável na era digital.

Women Who GO: Comunidade de mulheres interessadas na linguagem de programação Go.

Cursos:

Se manter sempre atualizada é importante, mas possui conhecimento técnico e certificações na área também é indispensável. Separamos uma lista de cursos e plataformas de educação online, que oferecem opções de cursos gratuitos ou com valores acessíveis, além é claro de certificação.

MongoDB University: Cursos gratuitos sobre MongoDB (em inglês).

Code Academy: Cursos interativos sobre várias tecnologias e linguagens (em inglês)

Khan Academy: Organização sem fins lucrativos, que tem como objetivo fornecer educação gratuita e de alta qualidade.

Brasil Mais TI: Apoiado pelo Governo Federal, o projeto tem um carater inovador e dinâmico de educação a distância que atua em três pontos essenciais da formação profissional: conhecimento, capacitação e oportunidades. Oferece mais de 35 diferentes cursos gratuitos (1.500 horas/aula) de introdução à Tecnologia da Informação, programação, desenvolvimento de competências, conteúdos gamificados.

Microsoft Virtual Academy: A Microsoft oferece uma plataforma virtual com cursos gratuitos na área de Tecnologia da Informação.

MOOCs (Massive Open Online Courses): Cursos online oferecidos gratuitamente por diversas plataformas, como Coursera, edX e muitas outras.

Udacity: Conhecida como Universidade do Vale do Silício, oferece mais de 20 cursos nas áreas de tecnologia e negócios como marketing digital, ciência de dados, machine learning, redes neurais e realidade virtual – todos em português. Alguns cursos são pagos, mas também estão disponíveis na plataforma cursos gratuitos que podem ser iniciados a qualquer momento.

Coursera: Em parceria com universidades e instituições de ensino no mundo todo, disponibiliza cursos nas áreas de negócios, tecnologia da informação, desenvolvimento pessoal, etc. Há diversas opções ministradas em português e o aluno pode receber seu certificado mediante o pagamento de uma taxa que varia conforme o curso.

edX: Fundada por Harvard University e MIT em 2012, seus cursos são gratuitos e cobrem as áreas de negócios, engenharia, economia, ciência da computação, etc. Dentre as mais de 1800 opções, apenas três são oferecidas em português.

Veduca: A plataforma brasileira oferece cursos ministrados por professores de reconhecidas instituições de ensino parceiras. Ao optar pelo curso certificado, no valor de R$ 79,00, o aluno tem a oportunidade de fazer a avaliação do curso e receber um certificado digital.

FGV Online: Plataforma online da Fundação Getúlio Vargas, disponibiliza opções das mais diversas áreas. Os cursos são gratuitos, abertos a todos e sem pré-requisitos.

Sebrae: Os cursos a distância do Sebrae são totalmente gratuitos e estão divididos de acordo com o perfil e necessidade de quem deseja abrir um negócio: finanças, vendas, empreendedorismo, planejamento, inovação, pessoas e leis são alguns dos principais temas.

Tem alguma dica de ferramenta que você utiliza e que não está nessa lista? Manda pra gente!

 

Jéssica Beltrame
Jéssica Beltrame