Migração WordPress: movendo seu site sem deixar nada para trás

Só de pensar em migrar seu site WordPress para um novo host você já fica nervoso? A quantidade de informações importantes que você não pode perder é muito grande, vai desde seus bancos de dados, até plugins e contas de email. São tantos dados importantes que você já está cogitando continuar no seu hosting atual só para não passar pelo processo de migração, não é mesmo?

Migração WordPress

Se você está passando por essa situação, esse post é para você. Vamos conferir todos os passos necessários para realizar uma migração do seu site WordPress segura e sem dores de cabeça.

Domínio e URLs

Importante salientar que, neste post, estamos considerando somente a migração de servidor, sem realizar a mudança do domínio e de URLs. Existem alguns casos em que ocorre a mudança de URL e de domínio. Nessas situações é preciso considerar a substituição de strings no banco de dados para refletir o novo domínio e o padrão de URL. É necessário também realizar redirecionamentos 301 para não afetar o SEO do site.

Backup dos seus dados

A primeira ação que você deve realizar, antes de migrar seu site, é efetuar o backup de todos os seus arquivos. O backup vai garantir que, caso alguma ação não seja executada corretamente, sua página não será prejudicada. Para isso alguns itens são obrigatórios durante a realização do backup do seu site:

  • Banco de dados;
  • Todos os arquivos do site (plugins, temas, uploads);
  • Arquivo .htaccess;
  • Arquivo robots.txt;
  • Contas de e-mail.

Outra ação importante é salvar dados do seu site, como seus subdomínios, entradas personalizadas de DNS e senhas de acesso.

Arquivo .htaccess

O arquivo .htaccess é um arquivo próprio de servidores Apache, e permite controlar diversos parâmetros do servidor como acesso restrito, páginas de erro padrão, redirecionar diretivas e URLs amigáveis. Se trata de um arquivo oculto que deve ser salvo na pasta raiz do site, e que irá atuar sobre todas as suas pastas. Se você salvar o arquivo .htaccess em uma subpasta, ele passa a agir sobre essa pasta e suas subpastas, anulando a ação de um arquivo anterior.

Reotimização de recursos

Feito o backup dos arquivos, o próximo passo é analisar alguns itens do seu site que não serão mais necessários na hospedagem e podem ser excluídos sem causar prejuízos ao seu site. Confira quais itens você deve analisar:

  • Banco de dados: antes de importar seus bancos de dados para o novo servidor, faça uma análise de todos os bancos e exclua tabelas que não são mais necessárias. Após isso, é importante efetuar o repair das tabelas, isso garante que o backup gerado é íntegro e 100% funcional.
  • Temas e plugins: a mesma análise vale para os temas e plugins do seu site. Exclua aqueles que não serão mais utilizados na sua nova hospedagem.
  • Contas de e-mail: este é um ótimo momento para revisar as contas de email da sua empresa e excluir aquelas que não serão mais necessárias ou não estão sendo utilizadas.

Checklist para migrar site WordPress

Agora que você realizou o backup do seu site no servidor antigo e realizou uma limpeza prévia de alguns itens, chegou a hora de colocar a mão na massa e realizar a migração. Para facilitar o processo, preparamos um checklist para garantir que você não deixará passar nada durante a migração:

Banco de dados

  • Otimize tabelas;
  • Exclua tabelas desnecessárias;
  • Efetue o repair das tabelas;
  • Gere o arquivo de exportação;
  • Avalie a versão do MySQL e a disponibilizada no novo servidor;
  • Crie o novo banco de dados;
  • Importe a estrutura das tabelas e seus conteúdos.

Arquivos

  • Exclua plugins desnecessários;
  • Exclua temas não utilizados, exceto o padrão;
  • Compacte todos os arquivos para exportação;
  • Certifique-se que o arquivo .htaccess está incluso;
  • Avalie a versão atual do PHP e servidor web, Apache/NGINX, e a que será disponibilizada no novo servidor;
  • Importe todos os arquivos na pasta pública do novo servidor;
  • Defina as permissões para os arquivos e pastas.

E-mail

  • Exclua contas de e-mail em desuso;
  • Avalie a plataforma de e-mail em uso;
  • Recrie as contas de e-mail ou as entradas MX.

wp-config.php

  • Definir as novas informações de conexão ao banco de dados:
  • Host
  • Nome do banco de dados
  • Usuário
  • Senha
  • Prefixo da tabela

Entradas de DNS

  • Recrie as entradas DNS;
  • Recrie as entradas NS como SPF, DKIM, CNAME e TXT.

O que fazer após a migração

Feita a migração, o passo seguinte é testar e garantir que tudo correu conforme o planejado.

  • Analise a compatibilidade dos softwares em uso;
  • Valide possíveis Erros 404;
  • Certifique-se que todos os arquivos foram migrados;
  • Confirme as permissões do usuário ao banco de dados;
  • Caso aconteça tela branca, ative o sistema de debug do WordPress;
  • Revise os itens de segurança.

Plugins

Uma alternativa muito interessante, e que pode ajudar a automatizar alguns processos da migração do seu site WordPress, é o uso de plugins. Selecionamos duas opções que podem auxiliar nesse processo.

Duplicator — (Gratuito)
Uma das melhores opções disponíveis, o Duplicator permite migrar, copiar ou clonar os itens do seu site, bem como realizar backup das informações do seu site de forma muito simples.

BackupBuddy — (Pago)
O BackupBuddy é a opção ideal para quem deseja backups de alta qualidade e integrados com ferramentas de armazenamento, como Google Drive e FTP. Com ele, é possível salvar contas de email, todos os dados do seu site ou apenas um arquivo ou diretório do seu site.

Ferramenta bônus

Para tornar seu processo de migração para uma nova hospedagem mais tranquilo, você pode utilizar uma ferramenta gratuita que realizará automaticamente a migração do seu site, e-mails e banco de dados, o Goodbye.host. É muito fácil, quer ver? É só informar os dados de acesso e o software faz todo o resto, de maneira rápida e muito segura.

Migração WordPress Goodbye.host

Para falar mais sobre migração de sites WordPress, chamamos o Leonardo Souza, colaborador da Umbler e especialista no assunto, para responder algumas questões importantes sobre o processo:

Umbler: Quais os principais pontos que devemos atentar durante a migração de um site WordPress?
Leonardo Souza: Durante a migração é importante verificar a codificação dos arquivos PHP e do banco de dados.

Umbler: Quais os principais erros que podem acontecer durante a migração?
Leonardo Souza: Podem acontecer durante a migração problemas no envio de algum arquivo para o novo servidor. Dessa forma o arquivo fica incompleto no servidor, podendo ocasionar falhas na migração.

Umbler: Quais testes devemos realizar para certificar que a migração ocorreu de maneira certa?
Leonardo Souza: O principal teste que deve ser realizado é o de acesso ao sistema. Não há outra forma de testar um site WordPress sem ter de alterar os links manualmente, o que pode gerar bastante trabalho.

Preparado para migrar seu site WordPress para uma nova hospedagem? Aproveite e crie sua conta gratuita na Umbler e ganhe até R$ 100 em créditos para sites e emails.