cPanel e outras tecnologias dos anos 90

Se você teve a sorte de viver durante os anos 1990, vai concordar comigo aqui: foi a melhor época. O Kinder Ovo custava um real, o maior susto que você tomava não era com a conta do seu cartão de crédito e, sim, assistindo Pânico escondido. Não existia tanto medo de spoilers porque as séries chegavam aqui só alguns meses depois. A grande saga que você acompanhava não era Game of Thrones, e sim Cavaleiros do Zodíaco. Lembra dessa época?

Possivelmente foi ali pelos anos 90 que você entrou em contato com um computador e com a internet. Antes do Snapchat, antes do Wifi não conectar, a realidade era bem diferente. As possibilidades eram esse modelo, com a capinha (tinha que colocar depois de desligar, senão o computador amarelava):

computador_1990

A geração que cresceu nos anos 90 foi a última que, provavelmente, viveu uma parte da vida sem internet, ou com internet limitada. Por mais que a internet já existisse há mais tempo, é durante a década de 90 que ela vira a Web que hoje conhecemos, com navegadores, sites e listas de discussões que ainda fazem parte do nosso dia a dia. Em 1991, a web como conhecemos hoje surge, e a partir daí as possibilidades de criação e expressão com a internet se tornam infinitamente maiores: é nessa década que a internet passa a fazer parte das estratégias de marketing de empresas – ainda hoje, para pequenas empresas, ter um site é a principal ferramenta de marketing. E, com isso, o web design passa a ser uma preocupação, surgindo como campo de estudo e profissão.

Capturar

Existe, como você deve saber, uma onda de saudosismo pelos anos 1990, na moda, na música e em alguns filmes e seriados que estão com novas versões. Já viu o novo Power Rangers? E o novo Três é Demais? É, os anos 90 estão voltando em algumas áreas, agora imagina se a nossa internet voltasse para aquela época! Dá o play abaixo e vem com a gente para uma viagem no tempo:

Primeiro, você tinha que ir para a sala do computador, ligar, conectar a internet discada e aguardar. Depois, ainda havia a questão do Netscape contra Internet Explorer: a grande guerra dos navegadores que fazia com que os desenvolvedores web tivessem que criar novas versões a cada momento, porque o que funcionava em um não funcionava em outro.

Claro, o conceito de webdesign era bastante diferente na época: tabelas eram consideradas o auge da capacidade de programação, e o uso de GIFs animados era algo de outro mundo.

site_anos 1990

Muitos dos sites eram feitos à mão, no bloco de notas. Nada de Bootstrap (2011). Até hoje, um dos maiores “insultos” para sites é dizer que ele parece algo feito nos anos 90, e, apesar de haver um movimento de resgate desta época, não eram bons dias para ver ou viver.

Assim como a sua infância/adolescência, a internet dos anos 90 é meio desengonçada, não gera muito orgulho e só a sua mãe acha bonito. Assim como você (esperamos), a internet também evoluiu, as possibilidades hoje são infinitas, não só do que você pode acessar, mas do que você pode produzir. Linguagens, frameworks, CMS, ferramentas, Analytics e tantos outros recursos que tornam a web o que conhecemos hoje e que nos permitem fazer da internet nosso trabalho.

E se você tivesse que usar o computador e a internet da mesma forma como usava na década de 90? E se tudo fosse geocitizado?

Alerta! Você pode tentar Geocitizar qualquer site aqui.

Não sei quanto a vocês, mas acho que algumas coisas poderiam ficar nos anos 1990.
power-rangers-2016

cPanel: anos 90 em forma de painel de controle

E se existisse uma ferramenta largamente utilizada que também é lá da década de 1990 e que talvez faça parte do seu dia a dia? Pois existe. O cPanel, painel de controle de hospedagem de site mais utilizado no mundo, foi criado em 1997 e, por mais que tenha passado por muitas atualizações, na nossa opinião, ainda está “preso” nesta década.

Se você usa cPanel, sabe que não tem como fazer deploy automático dos seus sites usando GitHub. Também sabe que as contas de e-mail disponíveis, ainda que gratuitas, não têm recursos de colaboração e compartilhamento. Além disso, se você gerencia domínios através do cPanel, sabe que, para editar registros de DNS é necessário acessar o painel e ir, individualmente, em cada item. Por mais que a interface do cPanel tenha sido atualizada, muitos dos seus recursos ainda são da década de 1990.

Se você não cria mais sites como criava naquela época, por que gerencia a hospedagem da mesma forma? Por hábito, provavelmente. O cPanel é um painel de controle estável, com diversas versões, documentação e usuários pelo mundo todo, é verdade. Mas é um painel dos anos 90, com recursos e com uma lógica dos anos 90. Quando o cPanel surgiu, em 1997, não existia Github, WordPress e muito menos Docker. O modelo é pensado para um outro tipo de profissional, que queria facilitar a sua vida e ter uma interface gráfica, acessível pela web, para executar todas as configurações necessárias sem ter que usar a linha de comando. Isso é louvável, mas não é a única coisa que importa para quem está usando uma hospedagem.

Um dos grandes motivos pelos quais decidimos criar o nosso próprio painel aqui na Umbler foi para conseguirmos nos manter atualizados. E, conforme a necessidade dos nossos clientes evoluísse, nosso produto conseguiria evoluir junto. Não é possível fazer isso quando se usa cPanel. E nem o próprio cPanel consegue fazer isso, pois já são muitos clientes e demandas e é necesário também manter a compatibilidade com os sites dos anos 1990.

Além disso, quando construímos a Umbler, queríamos que a liberdade fosse um fator determinante: que as pessoas fossem livres para usar e pagar apenas pelo que consomem, sem planos fechados. Essa possibilidade de modificar os planos de acordo com o uso só é possível com um painel como o da Umbler, e não com cPanel.

Umbler ou cPanel? Tire suas próprias conclusões

Tem dúvidas sobre qual é o melhor? Muito além de listar todas as vantagens do painel da Umbler, está a possibilidade de comparar algumas das suas funcionalidades com o cPanel. Vamos conferir?

Login e home

Na Umbler, você tem a opção de login social, podendo criar uma conta a partir de cadastros pré-existentes no Facebook, GitHub, Twitter e Google. Além de ser mais seguro, isso facilita muito o acesso, pois sua conta já está autenticada em outra rede e evita a entrada de mais uma senha em sua lista. Já na home, você tem acesso a todos os créditos disponíveis e quanto está consumindo em suas aplicações (lembre-se que na Umbler você só paga por aquilo que utilizar), além de formas de ganhar créditos através do sistema de recompensas.

cPanel login
Umbler painel login

Emails

Se você usa cPanel, terá acesso a contas de e-mail profissionais, com POP ou IMAP, terá também três opções de clientes de e-mail na web: Horde, RoundCube e SquirrelMail. É o tipo de e-mail mais básico, que, quando você está conduzindo negócios, pode deixar a desejar. Vai funcionar, mas não vai te oferecer tudo o que você precisa.

Aqui na Umbler, trabalhamos com a solução de e-mail Microsoft Exchange, que, além de ser uma solução de e-mail tem diversos recursos de colaboração, segurança e mobilidade. Não à toa é o e-mail corporativo mais utilizado do mundo, e, aqui na Umbler, ainda temos três tipos de conta que você pode escolher. Fora que aqui você pode pagar por conta – se precisa de um e-mail, só paga por um, não pelo “pacote”. Nosso e-mail é independente dos serviços de hosting, então você não corre riscos e não precisa pagar por aquilo que não consome.

Painel umbler emails
cPanel criação de email

Registro de domínio e gerenciamento de DNS

Registrar e gerenciar domínios é a tarefa preferida de poucas pessoas, para não dizer que não é a tarefa preferida de ninguém. Então , o melhor é usar um painel que facilite todas essas ações, que permita registrar domínios na hora e editar registros de forma simples. No cPanel,a parte de domínio tem seis ícones diferentes, cada um para cada uma ação do domínio. Digamos que você queira, por exemplo, fazer duas operações (Redirect e Alteração de um Registro de DNS, por exemplo). Você precisa fazer uma, voltar para o painel e clicar no outro ícone e começar de novo.

Na Umbler, todas as informações relacionadas ao domínio estão facilmente acessíveis. Quer criar um novo domínio? Você pode verificar a disponibilidade e registrá-lo diretamente no painel. Quer fazer um redirect e depois alterar o DNS? Sem problemas, um clique já resolve. Fora que, se você quiser registrar outro domínio a qualquer momento é só clicar em +Domínio e registrar. Simples assim.

Umbler panel domains
cPanel add domain

Migração de Sites e E-mails

Uma das grandes vantagens do cPanel é, também, a possibilidade de migrar de servidor sem grandes complicações (além de fazer backup de seus sites para migrá-los depois). Aqui na Umbler, acreditamos que você deveria poder migrar qualquer site e e-mail com a mesma facilidade. Por isso, criamos uma ferramenta que facilita todo o processo de migração de sites e aplicações: o goodbye.host. Através dela, você só preenche as informações sobre o seu host atual e o host para o qual quer migrar que ela faz tudo. Você pode migrar o site, os bancos de dados e contas de e-mail.

Goodbyehost: migração fácil

Deploy via GitHub

O GitHub é um sistema de controle de versão como serviço, porém sua facilidade de uso e sua ótima adoção pela comunidade fez com que hoje ele seja considerado a maior comunidade open-source do planeta. Pensando nisso, a Umbler desenvolveu a feature de deploy “automágico” com GitHub, onde é possível conectar sua conta na plataforma à sua conta da Umbler com apenas dois cliques. Após conectar sua conta, você configura o repositório de origem do código e um diretório da sua hospedagem. A partir daí, a cada push realizado no remote (normalmente denominado de origin) faz com que o seu código seja publicado no diretório escolhido.

GitHub automágico no painel Umbler

Vai continuar na década de 90? Ou vir para 2016? Teste o painel da Umbler e nos diga se algo vai fazer falta!

  • Pois é! Milhões de pessoas equivocadas ainda utilizam o cPanel. Todos quadrados e caretas, nessa ferramenta que não funciona bem pra ninguém. Pura sorte ter este mercado todo.

    • Renato

      No mínimo você chamou 90% da internet e das empresas que revendem hospedagem de quadradas e caretas. Como faz então uma empresa que revende hospedagem? Uma pequena startup que está tentando viver revendendo hospedagem de sites é careta? Qual é que coisa mais sem noção! Umbler tem está função de revender hospedagem? NÃO! O umbler é apenas para agências, blogs, ou sites pessoais. . E só, seu publico alvo é diferente dos que usam Cpanel. WHMCS tem suporte para o painel da Umbler? Meu caro, cada pessoa tem um tipo de necessidade, mas nenhum painel de controle no mundo consegue ou vai conseguir substituir o Cpanel. Ele consegue atender toda e qualquer tipo de demanda. Tentar competir com ele ou dizer que é melhor do que ele é o cúmulo do absurdo. Revise seus conceitos antes de falar mal do Cpanel. É o mesmo tentar comparar Oscommerce com Magento. E dizer quem usa Magento é careta. Pelo amor de Deus! Que coisa absurda.

      • É sempre interessante notar que, quando não se identifica naturalmente o grau de ironia /sarcasmo num texto, o ideal é questionar ao autor se a interpretação de quem leu esta correta.

        • felipeantunes

          meu deus kkkk, ele nao entendeu mesmo. mas confesso que a simplicidade da umbler me atrai

        • Essa foi engraçada mesmo… 😉 Mas confesso que num primeiro momento eu não entendi a ironia… fiquei na dúvida… li de novo… rsrsrsrsr

  • Esse texto todo não me convenceu muito… ainda fiquei na dúvida… achei a comparação bem rasa e apesar de usar o WHMCS mas não integrar ele diretamente ao cPanel eu confesso que tenho dúvidas sobre entrar nesse novo mundo aqui… Github, legal… mas… Email Exchange, legal…. mas… O mais importante para uma pequena empresa que vende “diferencial”, como a gestão 360 da conta de seu cliente, e por isso pratica a Revenda de contas de hospedagem num mercado saturado de planos de R$3,00 por mês, como atuar com a Umbler?

  • Juliano Dill

    prefiro CPANEL